dimensão ambiental
Alterações Climáticas

O Acordo de Paris estabeleceu, pela primeira vez, objetivos climáticos ambiciosos e globais: limitar o aumento da temperatura a 2ºC e garantir um balanço neutro entre emissão e remoção de gases com efeito de estufa (GEE), no período 2050-2100.

Para atingir estes objetivos é necessário aumentar em cerca de cinco vezes o atual ritmo de descarbonização da economia mundial, e o setor elétrico irá desempenhar um papel fundamental nessa transição.

A nossa estratégia climática é indissociável da nossa estratégia de negócio e foca-se em 5 eixos principais:

 

Para a concretização desta estratégia, assumimos 5 compromissos:

Iniciativas internacionais

A EDP associou-se às principais iniciativas internacionais que promovem a liderança do setor empresarial na construção de um futuro de baixo carbono. Neste âmbito, comprometemo-nos a:

  • Assumir um objetivo de redução de emissões consistente com o nível de descarbonização necessário para limitar o aumento da temperatura global a 2ºC (Science Based Target). O objetivo aprovado pela Science Based Target initiative no início de 2017, foi de redução em 55% das emissões específicas de âmbito 1 e 2 em 2030, face aos níveis de 2015;
  • Atingir a neutralidade carbónica na Europa em 2050 (Declaração EURELECTRIC);
  • Adoptar um preço interno de carbono, em linha com os Business Leadership Criteria on Carbon Pricing, definidos pela United Nations Global Compact;
  • Divulgar informação sobre as alterações climáticas nos seus documentos de prestação de contas segundo os requisitos do Climate Change Reporting Framework definido pelo Climate Disclosure Standards Board.

 

Somos um dos participantes da Low Carbon Technology Partnerships Initiative (LCTPi), uma iniciativa liderada pelo World Business Council for Sustainable Development (WBCSD).

A LCTPi reúne algumas das maiores empresas mundiais e já demonstrou que o potencial de soluções empresariais atualmente existentes é suficiente para concretizar 65% da redução de emissões necessária para atingir o objetivo de 2ºC. O plano de ação para a área das energias renováveis, em que a EDP está diretamente envolvida, pretende promover a instalação de 1,5 TW de energias renováveis em todo mundo, ao longo dos próximos 10 anos.

Descarbonização do negócio e desempenho 2018

As emissões de CO2 das nossas centrais termoelétricas dependem de inúmeros fatores, com destaque para o mix de utilização dos combustíveis fósseis (carvão e gás natural), o preço de mercado destes combustíveis, o qual, juntamente com o preço do CO2 no mercado europeu de licenças de emissão, determina a ordem de mérito de entrada das centrais, e, por último, as condições hidrológicas, caraterizadas pelo índice de produtibilidade hidroelétrica (IPH), que determinam o maior ou menor uso das centrais hidroelétricas. Nos últimos anos, os fatores de mercado levaram ao uso preferencial das centrais termoelétricas a carvão e as flutuações que se observam nas emissões anuais de CO2 refletem a variação do IPH.

 

A variação interanual das emissões específicas de CO2 é essencialmente influenciada pela crescente penetração de renováveis e pelo impacto da produção hidroelétrica em Portugal, fortemente dependente do IPH.

 

A EDP relata as suas emissões directas (âmbito 1) e indirectas (âmbito 2 e 3) de acordo com as recomendações do GHGProtocol – ver quadro por categoria de emissões.

 

 

EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1)
Un.
2018
2017
2016
2015
ÃMBITO 1
kt
18.429
23.159
18.931
21.550
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Combustão estacionária
Un.kt
201818.404
201723.129
201618.900
201521.518
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Emissões SF6
Un.kt
201810
201710
20168
20158
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Frota Automóvel
Un.kt
201815
201720
201618
201518
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Consumo de gás natural
Un.kt
20180,19
20170,22
20160,48
20150,46
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Perdas de gás natural
Un.kt
20180
20170
20165
20156
ÂMBITO 2 (Location-based ²)
kt
585
802
547
982
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Consumos de energia eléctrica em edifícios administrativos
Un.kt
20180
20170
20160
20152
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Perdas de energia eléctrica na distribuição
Un.kt
2018577
2017795
2016540
2015957
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Auto-consumo centrais renováveis
Un.kt
20188
20177
20167
201523
ÂMBITO 2 (Market-based ³)
kt
585
802
547
982
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Consumos de energia eléctrica em edifícios administrativos
Un.kt
20180
20170
20160
20152
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Perdas de energia eléctrica na distribuição
Un.kt
2018577
2017795
2016540
2015957
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Auto-consumo centrais renováveis
Un.kt
20188
20177
20167
201523
ÃMBITO 3
kt
11.334
13.039
12.469
14.623
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Aquisição de bens e serviços (C01)
Un.kt
201849
201754
201655
201553
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Bens de capital (C02)
Un.kt
2018330
2017324
2016287
2015251
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Actividades relacionadas com combustíveis e energia (C03)
Un.kt
20186.399
20178.344
20167.091
20157.636
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Transporte e distribuição a montante (C04)
Un.kt
2018675
2017454
2016304
2015385
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Viagens de negócios (C06)
Un.kt
201810
201711
201611
20159
EMISSÕES DE CO₂ EQUIVALENTE (KT) (1) Uso de produtos vendidos (C11)
Un.kt
20183.871
20173.852
20164.722
20156.288
Anotações:

¹ Informação detalhada sobre a estratégia climática e desempenho pode ser consultada na resposta ao CDP - Climate Change e nos R&C anuais.
² Baseadas nos factores de emissão globais das diferentes geografias.
³ Baseadas nos factores de emissão dos comercializadores.

Para além das iniciativas de redução da pegada carbónica ao nível da geração e distribuição de energia elétrica, a EDP tem um papel muito interventivo junto dos seus clientes e comunidade em geral, promovendo a melhoria da eficiência energética no uso final e a consequente redução de emissões.

A EDP disponibiliza, para o mercado liberalizado, um conjunto de soluções que respondem a necessidades específicas dos diversos segmentos de clientes, através de uma oferta diversificada de produtos e serviços competitivos e sustentáveis, que evitam emissões no consumo final de energia.

Informação mais detalhada sobre os produtos e serviços de eficiência energética, disponibilizados pelas diversas unidades de negócio do Grupo EDP pode ser consultada no Relatório de Sustentabilidade 2017, bem como nos documentos “Guia Normativo dos Serviços de Energia” e “DSM and Energy Efficiency Initiatives 2018”.