edp news

EDP reconhecida pela estratégia de combate às alterações climáticas

Sexta-feira 06, Novembro 2015
Communication

Carbon Disclosure Project avalia desempenho redução de emissões e coloca EDP entre as melhores do mundo

A EDP é reconhecida pelo Carbon Disclosure Project (CDP) como uma das empresas líderes mundiais no combate às alterações climáticas. Esta organização não-governamental avalia a transparência e desempenho na redução das emissões de gases com efeito de estufa e mitigação dos riscos das alterações climáticas.



A EDP obteve a pontuação máxima de 100 A, passando a integrar a “A Listers”, classificação atribuída este ano a 113 empresas, 5% do conjunto das empresas avaliadas.



Este resultado é publicado três semanas antes da COP21, a conferência sobre alterações climáticas da ONU, que reúne os líderes mundiais com o objetivo de alcançarem um acordo global para reduzir as emissões de GEE (gases com efeito de estufa) e limitar o aumento da temperatura do planeta, evidenciando o papel fundamental que as empresas representam para a resolução deste problema.



O CDP analisou milhares de empresas a nível mundial, de acordo com uma metodologia independente e a EDP atingiu a pontuação máxima de 100 pontos em transparência e relato (CDLI) e de A no desempenho (CPLI).



A pedido de 822 investidores que representam US $ 95 biliões em ativos, as empresas reportam o seu desempenho anual, proporcionando aos investidores um nível de conforto para avaliar a responsabilidade das empresas e a sua capacidade de resposta às novas exigências do mercado e da regulamentação de emissões.







:: Sobre o Carbon Disclosure Project



O CDP - Carbon Disclosure Project é uma organização sem fins lucrativos internacional, que fornece o único sistema global para as empresas poderem medir, divulgar, gerir e partilhar informação ambiental importante.



Reconhecida por esta avaliação, a estratégia de combate às alterações climáticas da EDP é assumida como prioridade de gestão. O Grupo tem um conjunto de compromissos que balizam a atuação até 2030 e que foram recentemente apresentados nas Nações Unidas, na mesma cimeira onde foram aprovados os novos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.