edp news

EDP investe na Aperio Systems, uma empresa israelita de cibersegurança

Quarta-feira 07, Fevereiro 2018
EDP Group

Investimento conjunto da EDP Ventures, da Data Point Capital e da Scopus Ventures, reflete a necessidade crescente, a nível mundial, de proteger os sistemas de controlo industrial contra os ataques mais sofisticados

A EDP, através da EDP Ventures investiu na Aperio Systems, uma empresa israelita de cibersegurança, que fornece a última linha de defesa para proteger infraestruturas críticas e garantir a integridade dos dados operacionais.


A Data Point Capital, um fundo de capital risco focado em empresas de alto impacto, e a Scopus Ventures, um fundo de capital risco que investe em empresas responsáveis por definir novas categorias, juntaram-se à EDP neste investimento conjunto de 4,5M de dólares.


O financiamento vai ajudar a apoiar o crescimento e o desenvolvimento que a Aperio Systems tem registado a nível global.  


No seguimento de projetos piloto bem-sucedidos em diferentes locais da Europa, Médio Oriente e África (EMEA), a Aperio Systems passou à fase de instalação em algumas das maiores empresas de serviços públicos do mundo.


 O investimento da EDP Ventures segue um teste bem-sucedido com a Aperio Systems para proteger os ativos de geração térmica, após um contacto inicial na Web Summit 2016. Posteriormente, a EDP voltou a encontrar a Aperio no programa de desenvolvimento de start ups Free Electrons – Global Startup Acceleration Program, onde foi eleita como a startup de energia mais inovadora, Most Innovative Energy Startup e ficou em primeiro lugar no “Pitch Off Competition”


“A Aperio Systems impressionou-nos como uma empresa verdadeiramente inovadora, durante um ensaio piloto bem-sucedido em que o sistema foi testado rigorosamente, mostrando a sua capacidade de prevenir ataques sofisticados (APTs- Advanced Persistent Threats). O setor de serviços públicos está a adotar o mundo digital a uma velocidade incrível - com dispositivos que incluem contadores inteligentes, dispositivos domésticos conectados à internet e smartphones - tornando-nos cada vez mais dependentes de sensores para proteger os nossos sistemas mais críticos contra ataques maliciosos e possíveis danos. Ao proteger os ativos críticos - sejam eles sistemas isolados ou IoT ligados a sistemas físicos - a Aperio Systems oferece resiliência e segurança", afirmou Luís Manuel, Membro do Conselho de Administração na EDP Inovação/EDP Ventures.


A Aperio Systems foi pioneira na tecnologia de deteção de manipulações artificiais de dados de processamento industrial. Desde o valor do caudal de gás numa refinaria de petróleo, aos valores de temperatura e rotação das turbinas numa central elétrica, passando pelos níveis de cloro das redes de abastecimento de água, a tecnologia Data Forgery Protection™ (DFP), da Aperio Systems, fornece a última linha de defesa na proteção de ativos críticos contra ataques internos e externos.


Os ciberataques que têm sido conhecidos publicamente demonstraram que os invasores conseguem penetrar em sistemas críticos. Após a violação do sistema, a única forma de os atacantes causarem danos severos e duradouros é “cegando” os operadores através da falsificação de dados. A Aperio Systems deteta quando os sistemas estão a mentir mostrando dados adulterados, assim permitindo que os operadores da central evitem danos antes que seja tarde demais.


A EDP Ventures, a Data Point Capital e a Scopus Ventures juntam-se a um consórcio de investidores privados, incluindo veteranos proeminentes da segurança cibernética como Doron Bergerbest-Eilon, Liran Tancman, e Shlomi Boutnaru - figuras líderes no ecossistema de segurança cibernética de Israel.


“Estamos entusiasmados com o voto de confiança da EDP e estamos contentes com as possibilidades oferecidas através dos investimentos da EDP Ventures, da Data Point Capital e da Scopus Ventures, o que nos permite expandir a presença da Aperio Systems globalmente, para proteger infraestruturas críticas e garantir a qualidade dos dados", afirmou Michael Shalyt, CEO da Aperio Systems. "O ano passado mostrou, sem margem para dúvida, que os ativos físicos são os verdadeiros alvos dos ataques contra infraestruturas críticas. Não se atacam engenheiros de centrais elétricas para roubar cartões de crédito. Proteger infraestruturas críticas tem implicações financeiras, sociais e até implicações concretas de vida ou morte. Estamos entusiasmados por ver que as indústrias pesadas estão a ganhar consciência das ameaças e que as levam a sério."