edp news

A EDP discute a universalização do acesso à energia sustentável no Fórum SEforALL

Quinta-feira 26, Abril 2018

Governantes, especialistas e líderes mundiais reúnem-se a 2 e 3 de maio, no Convento do Beato, em Lisboa. Fórum do SEforALL, organização apoiada pela ONU, realiza-se pela primeira vez em Portugal.

A EDPapoia e participa no Fórum Energia Sustentável para Todos (SEforALL), que será palco de partilhas de ideias e de debates sobre a universalização do acesso à energia, de 2 a 3 de maio, no Convento do Beato, em Lisboa. Organizado pela primeira vez em Portugal, o evento contará com a presença de políticos, especialistas e líderes mundiais, sendo os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) 7 os princípios orientadores do programa.

 

Tendo em consideração a história e a atividade da EDP, o envolvimento da empresa no SEforALL foi um passo natural. A SEforALL é uma organização sem fins lucrativos apoiada pelas Nações Unidas, que trabalha com líderes governamentais, do setor privado e da sociedade civil para promover ações rápidas para atingir os ODS 7 e o Acordo de Paris, que apela à redução das emissões de gases com efeito de estufa, para limitar o aquecimento climático a menos de 2 graus Celsius.

 

 

Para além de integrar o High Level Impact Opportunity, criado pelas Nações Unidas, para estudar e implementar mini redes de energia limpa, o Presidente Executivo da EDP, António Mexia, foi nomeado (2) Presidente do Conselho de Administração da SEforALL, em abril de 2017. Por este motivo, este Fórum está a ser realizado pela primeira vez em Portugal. Desde o início, a EDP esteve envolvida na sua organização e promoção como única "patrocinadora apresentadora."

 

Há pelo menos uma década, que o crescimento da EDP se concentra principalmente na expansão de energias renováveis . O Grupo tenciona atingir em 2020, cerca de 76% de capacidade instalada renovável. Por outro lado, o Grupo tem-se empenhado na redução de 75% das suas emissões específicas de CO2, para 2030, em comparação com os níveis de 2005.

 

Ao mesmo tempo, a EDP está a desenvolver um conjunto de soluções em que os clientes conseguirão reduzir as suas faturas, aumentar a eficiência e, ao mesmo tempo, reduzir as emissões. É o caso de projetos como o Save to Compete, direcionado a empresas, sistemas de gestão de consumo doméstico, como o edp re:dy, ou o compromisso com a mobilidade elétrica. Esta estratégia global envolveu um investimento significativo em inovação, estimado em € 200 milhões, em 2020.

 

 

A EDPreconhece os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas e a sua estratégia está alinhada, em particular, com os ODS 7 – energia sustentável para todos em 2030. Uma meta que pode ser alcançada eletrificando o consumo, construindo uma via para a descarbonização e fomentando o desenvolvimento económico sustentável. Como a EDP é uma das principais concessionárias de energia elétrica com uma visão global do setor, está comprometida em promover o Acesso à Energia nos países em desenvolvimento.

 

O Acesso à Energia (A2E) reflete o compromisso contínuo do Grupo com as comunidades locais em que opera, combinando responsabilidade social e sustentabilidade económica nos seus projetos, além de promover novas oportunidades de internacionalização em países onde um segmento significativo da população rural não tem acesso a eletricidade.

 

O Fórum SEforAll, que agora se realiza, será o epicentro de um diálogo rico e construtivo sobre a universalização do acesso à energia, iniciando o debate sobre os caminhos aqui apontados e os grandes desafios do futuro.

 

O evento contará com a presença de João Pedro Matos Fernandes, Ministro do Ambiente, Teresa Ribeiro, Secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e da Cooperação, Rachel Kyte, CEO e Representante da ONU para Energia Sustentável para Todos, António Mexia, CEO da EDP, Hajia Alima, Ministro do Desenvolvimento Rural do Gana, Isaac Kiva, Secretário de Energias Renováveis do Ministério da Energia do Quénia, Bjarni Bjarnason, CEO da Weykjavik Energy, ou Per Heggenes, CEO da Fundação IKEA.

 


O programa do Fórum e a lista de oradores podem ser consultados nesta hiperligação.