EDP Open Innovation 2018: Candidataram-se mais de 200 projetos

notícias edp

EDP Open Innovation 2018: Candidataram-se mais de 200 projetos

Terça-feira 11, Setembro 2018

Programa de empreendedorismo da EDP e do Expresso recebeu candidaturas de 34 países

O EDP Open Innovation, projeto de aceleração que junta a EDP e o Expresso, está de regresso. A edição deste ano, que conta pela primeira vez com a Beta-i como parceiro de aceleração, recebeu 210 candidaturas, de 34 países diferentes.

Numa altura em que a inovação e a tecnologia desempenham um papel cada vez mais importante no setor energético, o programa da EDP e do Expresso está à procura de projetos inovadores que queiram fazer a diferença num mercado em mudança. O foco estará em startups dedicadas à inovação no campo da energia e às grandes tendências do setor: descarbonização, descentralização e digitalização.

As áreas mais representadas são as Energias Limpas, Inovação Digital, Soluções Focadas no Cliente, Redes Inteligentes e Armazenamento de Energia. Num olhar mais profundo, podemos perceber que 20% destas startups estão já na fase protótipo, sendo que 19% conseguem já gerar receitas, 8% estão em fase de produto sem clientes, e 4% ainda na fase de ideia.

O EDP Open Innovation, que vai na sétima edição, tem como objetivo desafiar os empreendedores a levarem os seus negócios ao próximo nível. O prémio resulta da fusão entre o projeto Energia de Portugal e o Prémio EDP Inovação, que há uma década juntam a EDP e o Grupo Impresa, e que em conjunto já atribuíram mais de meio milhão de euros a startup inovadoras.

Encerrada que está a fase de inscrições, o júri irá escolher as dez melhores startups, que em outubro vão mudar-se de armas e bagagens para Lisboa. Aqui, terão a oportunidade de beneficiar de um intenso programa de aceleração, coorganizado pela EDP Starter e pela Beta-i.

“É uma história de sucesso que ao longo de seis edições já ajudou a acelerar as startups participantes e a dar-lhes ferramentas para crescerem. Prova disso mesmo é o interesse deste ano de equipas de 34 países, dos Estados Unidos à Macedónia, passando pela Nigéria, assim como das mais distintas áreas da inovação. Será uma sétima edição muito desafiante para todos”, explica Luís Manuel, Membro do Comité Executivo da EDP Inovação.

A melhor equipa será premiada com 50 mil euros, e os três primeiros lugares terão a oportunidade de estar presentes no Web Summit, o maior evento internacional de tecnologia e empreendedorismo.

“Para além do prémio financeiro e da ida à Web Summit, a maior montra mundial para estas startups, as equipas mais promissoras e que se enquadrem com a estratégia e com o negócio da EDP terão a oportunidade de entrar num ecossistema único em Portugal, com um espaço de cowork, mentoria e serviços transversais a Portugal, Espanha e Brasil. A EDP Starter tem contribuído para ligar as startups com mais potencial às utilities de energia mais inovadoras”, conclui o administrador da EDP Inovação.

Mais informação em http://www.edpstarter.com.

Sobre o EDP Open Innovation:

O EDP Open Innovation é um programa de aceleração para o desenvolvimento de novos projetos empresariais, focados em inovação tecnológica ou inovação de modelos de negócio na área das tecnologias limpas no setor da energia. Em parceria com o Expresso, este programa resulta da aliança entre o projeto Energia de Portugal e o Prémio EDP Inovação (ambos em Portugal e no Brasil). Aproveitando esta experiência transfronteiriça, este ano chegou o momento de abrir candidaturas em todo o mundo, com um júri selecionado de três geografias-chave da EDP: Portugal, Espanha e Brasil.