EDP tem 45 milhões de euros para investir em startups

notícias edp

EDP tem 45 milhões de euros para investir em startups

Segunda-feira 05, Novembro 2018

Empresa volta a estar presente na Web Summit à procura de parceiros de negócio

A EDP está à procura de startups com ideias inovadoras, que acrescentem valor aos negócios do grupo, e tem 45 milhões de euros disponíveis para investir nos projetos mais promissores. Através da EDP Ventures, o grupo tem três fundos de investimento disponíveis: um para startups portuguesas, outro para projetos do Brasil e um terceiro global. Desde que foi criada, a EDP Ventures já investiu 27 milhões de euros em 8 geografias, tendo uma destas empresas sido descoberta na Web Summit.

É dando continuidade a esta estratégia que a EDP marcará presença pela terceira vez no maior evento de empreendedorismo e inovação da Europa. Este ano, a empresa quer levar as ideias das startups para outro patamar: para alcançar o sucesso, apanhe o EDP Elevator Pitch, e, em apenas um minuto, apresente o seu projeto a um responsável da empresa. O objetivo é replicar à letra o conceito bem conhecido no panorama do empreendedorismo – discurso de elevador, em português -, em que alguém com uma ideia de negócio entra no elevador da sua empresa e lá dentro está o CEO. É uma oportunidade única para, numa conversa rápida e convincente, se poderem desencadear oportunidades de negócio. 

E porque a inovação e o investimento são as prioridades da presença da EDP na Web Summit, os melhores pitches feitos no elevador serão convidados para o “EDP Innovation Lounge”, onde as startups poderão expor as suas ideias de forma mais aprofundada. As que tiverem projetos que se enquadrem com as áreas de negócio do grupo EDP podem vir a tornar-se parceiras. As áreas de foco são as energias limpas, as soluções focadas nos clientes, o armazenamento de energia, as redes inteligentes e a transformação digital.

Os números que resultaram das duas edições da Web Summit em Portugal falam por si: a EDP ouviu cerca de 400 pitches nos últimos dois anos, selecionou mais de 100 para reuniões de negócios, lançou 20 projetos-piloto com estas empresas e investiu em três startups, uma delas israelita (Aperio), com soluções de cibersegurança.

 

“Há 10 anos que reconhecemos na EDP que as grandes companhias já não conseguem descobrir o futuro sozinhas. Desde então que nos posicionamos como uma empresa que defende o espirito de partilha e pratica a inovação aberta, com parceiros de negócio que nos ajudam a enfrentar os desafios num setor em plena revolução. A Web Summit é o momento ideal para, em apenas três dias, conhecermos dezenas de startups com quem podemos vir a trabalhar e investir”, afirma António Mexia, CEO do grupo EDP.

O grupo EDP, através dos programas EDP Starter e EDP Ventures, apoia o desenvolvimento de startups que tenham o potencial de acrescentar valor aos negócios da empresa. Por isso, este ano vai levar 13 startups ao evento, para que possam ter acesso à maior montra europeia de empreendedorismo. Este ano, as escolhidas terão a hipótese de expor durante os três dias do evento, participar em mesas redondas e acesso a sessões de aconselhamento profissional e a workshops. 

Foram convidadas quatro startups nacionais em que a EDP já investiu (Glartek, Jungle, Loqr e EGG), tendo as restantes sido descobertads noutras geografias onde o grupo tem uma forte presença: Espanha (DotGis, eSave, Carto e 4Securitas) e Brasil (Delgos e 4Vants). Vão também à Web Summit as três finalistas do programa EDP Open Innovation: Samawatt (Suíça), Ezzing (Espanha) e Ecolibrium (Índia).

Os visitantes da Web Summit podem também encontrar no espaço EDP informações sobre o trabalho desenvolvido pela EDP Inovação, com todas as fases de apoio ao empreendedorismo e com explicações sobre os programas de aceleração de startups desenvolvidos pelo grupo: EDP Open Innovation e Free Electrons. Será uma verdadeira imersão neste mundo, graças a uma estrutura que convida os participantes a entrar em cubos gigantes, onde mergulham numa experiência 360º. A pensar num dos pontos mais fortes da Web Summit, a partilha de ideias, a EDP também criou no seu espaço uma zona de interação que reflete igualmente um dos mais importantes compromissos da empresa: a sustentabilidade.

Lista de startups que vão à Web Summit com a EDP:

  • Glartek (Portugal): Diagnóstico de problemas com tecnologia de realidade aumentada, facilita manutenção industrial;
  • Jungle (Portugal): Inteligência artificial, com projettos de manutenção preditiva;
  • Loqr (Portugal): Cibersegurança especializada em inteligência artificial para proteger contas de clientes;
  • EGG (Portugal): Dock inovadora que consegue carregar simultaneamente 15 aparelhos + 2 USB;
  • Delfos (Brasil): Utiliza machine learning para identificar preventivamente possíveis problemas em parques eólicos;
  • 4Vants (Brasil): Analisa e identifica imagens de drone através da inteligência artificial;
  • Carto (Espanha): Plataforma de construção de aplicações de localização;
  • DotGis (Espanha): Análise de dados geoespaciais, para clientes industriais
  • ESave (Espanha): Extrai informação e outros dados de imagens e fotos, através de reconhecimento ótico;
  • 4Securitas (Irlandesa, finalista do EDP Starter Espanha): Protege dados digitais das empresas em risco de ciberataques;
  • Samawatt (Suíça): Desenvolveu um algoritmo que consegue juntar as alterações súbitas nos preços da energia às oscilações climáticas, de que dependem as energiasrenováveis;
  • Ecolibrium (Índia): Plataforma que permite às empresas antecipar problemas e poupar nos custos de manutenção;
  • Ezzing (Espanha): Desenvolveu uma plataforma digital que facilita as operações de gestão das empresas.

Saiba mais sobre a presença da EDP na Web Summit.