edp news

EDP e Águas de Portugal vão reestruturar empresa estatal da Guiné Bissau

Quarta-feira 21, Novembro 2018

Contrato para projeto de consultoria será financiado pelo Banco Mundial e foi assinado hoje em Bissau. Consórcio inclui ainda a consultora portuguesa Leadership Business Consulting.

A EDP, a àguas de Portugal Internacional e a consultora portuguesa Leadership Business Consulting venceram um concurso internacional, lançado pelo Governo da Guiné-Bissau e com o financiamento do Banco Mundial, para a prestação de apoio técnico na modernização e reestruturação da EAGB - Electricidade e águas da Guiné-Bissau. O contrato, com a duração de 3 anos, vai permitir à empresa estatal gerir de forma mais eficiente os seus recursos e a relação com os seus clientes de eletricidade e água.


A empresa pública, responsável pela produção, transporte e distribuição de eletricidade e àgua por todo o país, abastece a zona urbana da capital, Bissau. Estima-se que sirva cerca de 450 mil habitantes, cerca de um quarto do total da população do país.


O apoio do consórcio liderado pela EDP vai permitir introduzir melhorias nas redes de distribuiçãoo da EAGB e diminuir as perdas de eletricidade e àgua, que atualmente comprometem os objetivos da empresa. A equipa vai também ajudar a reestruturar a base de dados da EAGB e a modernizar o serviço ao cliente e o sistema de faturação. No negócio de abastecimento de àgua, vão ser reforçados o tratamento e a análise de qualidade. O contrato inclui ainda apoio na àrea financeira e na gestão dos recursos humanos.


No final deste projeto, o objetivo é que a EAGB faça uma gestão melhor dos seus recursos, humanos, técnicos e comerciais, e que consiga servir de forma mais eficiente os seus clientes. Para assegurar um acompanhamento próximo do projeto, o consórcio português irá enviar para a Guiné-Bissau cinco peritos que vão trabalhar em conjunto com a equipa de gestão da empresa. O projeto inclui também uma pool de 13 especialistas qualificados, que irá fazer missões técnicas ao país.