edp news

EDP apoia restauração do Museu do Ipiranga no Brasil com 2,8 milhões de euros

Sexta-feira 25, Janeiro 2019

Empresa será a primeira patrocinadora do restauro deste monumento brasileiro, que é património histórico da cidade de São Paulo.

A EDP vai apoiar as obras de recuperação e restauro do Museu do Ipiranga, em São Paulo, que está encerrado desde 2013. O anúncio está a ser feito no dia de aniversário da cidade de São Paulo, 25 de janeiro.


A EDP, que no Brasil atua nos setores de produção, transporte, distribuição e comercialização de energia, vai dar um apoio de R$ 12 milhões, cerca de 2,8 milhões de euros, através do apoio da Lei Federal de Incentivo à Cultura. Este é o primeiro contrato a ser fechado com a Universidade de São Paulo, a instituição que gere o Museu do Ipiranga. A obra tem a duração prevista de 30 meses e a reinauguração está prevista para 2022, ano do bicentenário da Independência do Brasil.


“Este é um momento histórico, com a aproximação do bicentenário da Independência do Brasil. Como maior investidor português no país, a EDP não podia deixar de estar presente num evento tão importante, juntamente com as autoridades locais e a Universidade de São Paulo. O Museu do Ipiranga é um património que conecta a memória de Portugal e do Brasil e está no coração do povo brasileiro,” afirma Miguel Setas, presidente da EDP Brasil. “Estamos esperançosos que outras empresas se juntem a nós e façam parte deste grupo empresarial que apoiará a reconstrução do Museu do Ipiranga”, acrescenta o líder da EDP Brasil.


O Museu do Ipiranga é fundamental para a compreensão da sociedade brasileira e tem um acervo de mais de 450 mil peças, entre objetos, documentos iconográficos e textuais, de até meados do século XX. O Museu foi aberto ao público em 1895 no edifício-monumento de arquitetura neoclássica onde terá sido feita a proclamação da Independência do Brasil, em 1822, por D. Pedro I, na margem do rio Ipiranga. Uma das obras mais conhecidas de coleção é o quadro Independência ou Morte, pintado em 1888 pelo artista Pedro Américo.  Fechado desde 2013, este espaço cultural recebia em média 350 mil visitantes por ano.



Compromisso com o patrimônio histórico brasileiro


A EDP tem como valor o apoio da cultura e da arte nos países que falam português. A valorização da língua é uma das bandeiras do grupo EDP, que já se comprometeu com o maior patrocinador à reconstrução do Museu da Língua Portuguesa, em São Paulo, num investimento de R$ 20 milhões até 2019.



Sobre a EDP Brasil


Com mais de 20 anos de atuação, a EDP é uma das maiores empresas privadas do setor elétrico a operar em toda a cadeia de valor. A empresa, que tem mais de 10 mil colaboradores diretos e indiretos, atua na produção, transporte, distribuição, comercialização e serviços de energia. A EDP tem seis unidades de geração hidroelétrica e uma termoelétrica no Brasil, e tem cerca de 3,4 milhões de clientes em São Paulo e no Espírito Santo. Recentemente, tornou-se a principal acionista da CELESC, em Santa Catarina.