Lucro da EDP sobe 7% no primeiro semestre do ano para 405 milhões de euros

notícias edp

Sede da EDP

Lucro da EDP sobe 7% no primeiro semestre do ano para 405 milhões de euros

Quinta 25, Julho 2019

Resultados consolidados do Grupo foram apresentados esta tarde ao mercado: EBITDA sobe 11% em relação ao período homólogo.

António Mexia sublinhou que "os resultados do negócio internacional da EDP foram muito positivos, o que permitiu mitigar o prejuízo acumulado, no último ano e meio, no negócio convencional em Portugal. Estes resultados em Portugal decorrem de um contexto regulatório e fiscal adverso e de um primeiro semestre extremamente seco. A aposta continuada numa política de investimento e crescimento internacional, focada em energias renováveis e aliada ao plano de rotação de ativos, tem demonstrado ser uma estratégia de sucesso."

O forte crescimento no negócio de renováveis e no Brasil influenciou os resultados do primeiro semestre do ano. A capacidade instalada eólica e solar subiu 6%, para 11,4 GW e a estratégia de rotação de ativos gerou um ganho de €0,2 MM associado à venda acordada de uma carteira de parques eólicos em 4 países europeus. No Brasil, o negócio de redes apresentou um forte crescimento, resultante da subida da procura nas redes de distribuição e da entrada em operação da primeira linha de transmissão.

Por outro lado, o resultado em Portugal foi penalizado pela manutenção de um contexto regulatório e fiscal adverso e por um volume de produção de energia hídrica anormalmente reduzido, num ano mais seco que o anterior (50% menos chuva do que no período  homólogo e 44% abaixo da média).

A dívida líquida situa-se nos €14.0 MM (4% acima de Dezembro de 2018), mas ainda 1% inferior ao valor registado em Junho de 2018, tendo sido impactada pelo elevado montante de investimento líquido de expansão. Este mais do que duplicou em termos homólogos (€1.252M vs. €592M), tendo sido quase completamente dedicado às renováveis (85% do total) e à transmissão no Brasil.

Neste primeiro semestre de 2019, a EDP continuou a implementar a sua estratégia de liderança na transição energética tal como previsto no atual plano estratégico 2019-2022.

Saiba mais sobre os Resultados do 1º semstre de 2019.