edp news

Starter Business Acceleration: programa mundial para startups de energia abre candidaturas para edição de 2020

Segunda-Feira 17, Fevereiro 2020
Media

Acelerador criado pela EDP terá módulos em três cidades e Lisboa receberá novamente a final durante a Web Summit.

As candidaturas para o Starter Business Acceleration, acelerador mundial para startups do setor da energia, arrancam esta segunda-feira, 17 de fevereiro, e prolongam-se até 20 de abril. O programa criado pela EDP para unificar os vários instrumentos de apoio ao empreendedorismo do grupo reforça, neste ano, o seu posicionamento enquanto acelerador de negócios com startups e PME.

O Starter Business Acceleration vai ter módulos em três cidades: São Paulo, no Brasil, de 30 de junho a 2 de julho; Houston, nos Estados Unidos, entre 21 e 23 de julho; e Viena, na Áustria, de 16 a18 de setembro. Durante estes três módulos, as startups participantes terão a oportunidade de apresentar as suas soluções para o setor da energia à EDP, EDP Espanha, EDP Brasil e EDP Renováveis que, no seu conjunto, detêm uma capacidade de produção instalada de 27GW, 74% dos quais provenientes de energias limpas (eólica, solar e hídrica), servindo 12 milhões de clientes, e a outras três utilities que integram o programa: a American Electric Power, que tem mais de cinco milhões de clientes em 11 Estados norte-americanos, a Verbund, maior fornecedora de eletricidade da Áustria, e a Turning Tables, empresa de inovação do grupo espanhol Cuerva.

Os dez projetos com maior potencial serão posteriormente selecionados para a final e o vencedor será anunciado em Lisboa, em novembro, durante a Web Summit, garantindo um prémio de 50 mil euros.

As sete categorias disponíveis para candidatura estão alinhadas com as áreas de negócio prioritárias para a EDP e dividem-se entre energias limpas, soluções para clientes, inovação digital, armazenamento de energia, redes inteligentes, acesso à energia e processos internos inovadores.

“O Starter Business Acceleration é a chamada que a EDP faz a startups e PME de todo o mundo que tenham desenvolvido produtos, serviços ou modelos de negócio inovadores alinhados com a nossa estratégia orientada para a descarbonização, descentralização e digitalização. Temos apostado forte na inovação aberta e não poderíamos estar mais satisfeitos com os resultados alcançados”, explica Carla Pimenta, Diretora de Inovação da EDP.

“Apesar de se tratar de um programa global e de a EDP estar presente em 19 países, somos uma empresa de origem nacional que continua a apostar em ideias que nascem no nosso País, pelo que contamos com a participação de mais startups e PME portuguesas nesta edição”, reforça a responsável.

Na última edição, o Starter atraiu cerca de 500 startups e selecionou um total de 30 de 13 países para trabalhar diretamente com a EDP e com as utilities parceiras do programa, o que resultou num pipeline de 50 projetos-piloto e 10 potenciais investimentos.

As candidaturas podem ser submetidas atá a 20 de abril em: www.theenergystarter.com.