Política de Segurança de Informação

princípios e políticas

Política de Segurança de Informação

A informação é um ativo estratégico da EDP, proporcionando vantagens acrescidas, em termos de inovação, de articulação com parceiros e de qualidade de serviço aos clientes. A Política de Segurança de Informação da EDP contribui para a correta gestão e utilização deste bem de inegável valor.

A EDP está consciente de que a informação gerida no Grupo EDP, nomeadamente  aquela sensível, de Clientes e de Negócio, deve assegurar a credibilidade junto do mercado, dos clientes e dos colaboradores e que para tal é necessário:

  • Garantir e reforçar a conformidade com a regulamentação e exigências legais em vigor;
  • Manter o comprometimento da organização com a Segurança da Informação;
  • Assegurar a integridade, a confidencialidade e a disponibilidade da informação;
  • Estabelecer um padrão de qualidade consistente com a dimensão e importância da organização. 

Neste sentido, o Grupo EDP desenvolveu esta Política, alinhada com as melhores práticas do mercado, e que serve de base ao sistema de gestão e organização de Segurança de Informação. 
 

Compromissos:

  • Confidencialidade - A garantia de que a informação não é divulgada de forma inadequada a entidades ou processos;
  • Integridade - A garantia da prevenção contra a modificação e/ou destruição não autorizada de informação;
  • Disponibilidade - A garantia da acessibilidade da informação onde e quando necessária e sem demora indevida;
  • Não Repúdio - A garantia das evidências da ocorrência de eventos, impedindo a negação da sua autoria pelo respetivo responsável;
  • Conformidade Legal - A garantia do respeito pelas leis civis e criminais, regulamentações ou obrigações contratuais e requisitos de Segurança de Informação.
Esta política foi aprovada pelo Conselho de Administração Executivo da EDP- Energias de Portugal, S.A (CAE) em 31 de Janeiro de 2017.