sustentabilidade

Na EDP reconhecemos o valor da Natureza. Por esse motivo, em linha com o ODS 15 da Nações Unidas, estamos empenhados em proteger, restaurar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres.

O nosso objetivo:

Estabelecemos uma meta de No Net Loss. Ou seja, comprometemo-nos a implementar uma estratégia de mitigação do impacto da nossa atividade na biodiversidade.

Os nossos indicadores desde 2015

  • Novos projetos de infraestruturas No Net Loss: 25
  • Área protegida: 300 km
  • Espécies protegidas: 47

As nossas iniciativas

Desenvolvimento de ações ambientais relevantes ao nível local

Um exemplo destas ações é o JaT - Junto à Terra. Promovido pela EDP Produção em conjunto com parceiros locais em vários concelhos do nordeste transmontano, a iniciativa tem o objetivo de consciencializar os mais jovens para a importância da biodiversidade e do papel que os ecossistemas desempenham no bem-estar de todos. 

Apoio à reintrodução da águia-pesqueira

A EDP, em parceria com o Centro de Investigação em Biodiversidade e Recursos Genéticos da Universidade do Porto, iniciou o projeto de reintrodução da águia-pesqueira que deixou de nidificar em Portugal no início da última década. Anualmente, virão 10 aves para o nosso país, durante um período mínimo de 5 anos. 

Berçários e escadas de peixes

De modo a minorar os efeitos da implantação das barragens, implementamos sempre medidas compensatórias. Um exemplo foi a criação de um “berçário” para a nidificação de peixes no rio Sabor, estrutura que funciona principalmente em anos de seca, em que o caudal da ribeira baixa muito.

Além dessa estrutura, implementámos escadas para peixes, que permitem a circulação dos peixes entre montante e jusante (e vice-versa) das barragens onde estão instalados. Consistem em escadas, no normal sentido do termo

Reduzir a velocidade das pás das eólicas

De modo a diminuir a mortalidade de aves e morcegos, implementámos em Espanha um abrandamento das pás eólicas, ao por do sol, período em que essas espécies saem dos ninhos e grutas para caçar.

Florestação

Ao longo de 2018, os colaboradores EDP continuaram o trabalho de reflorestação em zonas impactadas pelos incêndios de 2017. Foram mais de 6.000 as plantas que voltaram a “pintar” de verde algumas das paisagens mais afetada no país.

Veja no vídeo abaixo: