responsabilidade social
Vamos levar Mochilas Esperança às escolas de Moçambique

É já em fevereiro que as escolas de Moçambique abrem as portas para mais um ano letivo. Queremos que este ano marque o regresso à normalidade para os alunos da região do Dondo, que ficou destruída há quase um ano, após a passagem do ciclone Idai.

Queremos entregar 3.900 mochilas com kits pensados para responder às necessidades básicas destas crianças, com material escolar, de higiene e para alimentação. 

A EDP associa-se a esta campanha da APOIAR, juntamente com a Águas de Portugal, os Lusíadas, a Giving Tuesday e a Junior Achievement. 

Dê o seu contributo

A mochila, já temos. Só precisamos da sua ajuda para completar o kit a entregar a cada aluno com:

Pedimos que não inclua produtos que não estejam nesta lista e que entregue o seu kit completo (com todos os produtos necessários - sem a mochila).

Pode entregar o seu kit de 3 a 13 de dezembro, das 8:00 às 20:00, nos seguintes locais.

 

Depois da recolha, os bens serão colocados nas nossas mochilas por voluntários EDP e serão enviados para Moçambique em janeiro 2020, para chegarem a tempo do início das aulas que acontece no mês de fevereiro.
 

Juntar esforços

Esta ação só é possível com a sua participação e com a colaboração dos nossos parceiros.

A Junior Achievement vai juntar às Mochilas Esperança 140 panos de boas vindas, pintados por alunos de escolas portuguesas para receberem as crianças de moçambique no seu primeiro dia de aulas. 

No dia 3 de dezembro associamo-nos ainda à iniciativa Giving Tuesday que convida a comunidade a juntar-se a um movimento de doação contrariando o consumismo da Black Friday que acontece uns dias antes, a 29 de novembro.  Neste dia, , espalhe a mensagem, a viva voz ou nas suas redes sociais (use as hashtags #daparamudar e #givingtuesdaypt).

Apoiar Moçambique

Esta é a segunda entrega de Mochilas Esperança que a EDP leva até Moçambique, após a passagem do ciclone Idai. Em julho de 2019, juntámo-nos à iniciativa "Apoiar Moçambique" e entregámos 2.100, no âmbito da qual foram entregues 5.000 mochilas com bens essenciais a famílias que perderam tudo.