edp news
Free Electrons

Já são conhecidas as 15 startups finalistas do Free Electrons

Quarta-feira 09, Junho 2021
Inovação

O programa mundial de aceleração de startups atribui um prémio de 200 mil dólares ao vencedor. Projetos candidatos envolvem a participação de 11 países.

Já foram escolhidas as 15 startups que vão participar na próxima fase da edição de 2021 do Free Electrons, o primeiro programa global que liga as mais promissoras startups a gigantes do setor de energia.

Após receber centenas de candidaturas de 76 países diferentes, foram selecionadas 35 startups que integraram o bootcamp promovido pela DEWA (Dubai Electricity and Water Authority - United Arab Emirates) e que decorreu de forma remota entre os dias 24 e 27 de maio. Esta etapa do programa juntou mais de 150 participantes, entre utilities e startups, de 18 países, que se ligaram entre si através de mais de 215 reuniões por teleconferência em seis fusos horários.

As startups selecionadas envolvem empresas de 11 países que podem agora apresentar às principais empresas do setor energético os seus projetos e soluções nas áreas da energia limpa, gestão e eficiência energética, soluções para o cliente, redes inteligentes e comunidades energéticas.

A partir de dia 21 de junho e até novembro, as startups finalistas vão agora ter oportunidade para desenvolver pilotos, testar soluções, receber feedback, trabalhar com as utilities ou receber investimento. Nesta fase, que se inicia em breve, as startups vão integrar três módulos: em junho será promovido pela AusNet Services (Melbourne, Austrália), o de julho terá como anfitrião a EDP e o de setembro estará cargo da CLP (Hong Kong, China).

A final desta competição realiza-se em novembro, após o último módulo promovido pela ESB (Dublin), altura em que será conhecida a startup vencedora, à qual será atribuído o prémio de 200 mil dólares.

A EDP está a trabalhar com sete startups que participaram na última edição do Free Electrons. Além da Vyntelligence, que foi a vencedora do ano passado, também a NET2GRID, a Chargetrip, aEnergyX, a FlexiDAO, a Soraytec e a Tesselo captaram o interesse de várias empresas do grupo que já se encontram a desenvolver projetos-piloto com estas startups. Através da EDP Ventures, a EDP fez ainda investimentos em três destas startups: a Tesselo, a Vyntelligence e a Net2Grid.

O Free Electrons é promovido por um consórcio de utilities constituído pelas empresas American Electric Power (USA), AusNet Services (Australia), CLP (Hong Kong, China), DEWA - Dubai Electricity and Water Authority (Dubai), EDP - Energias de Portugal (Portugal), E.ON (Alemanha), ESB - Electricity Supply Board (Irlanda), Origin Energy (Australia) and SP Group (Singapura). O Free Electrons é apoiado pela portuguesa Beta-i.

 

Startups Finalistas:

. Camus Energy (EUA)

. DABBEL - Automation Intelligence (Alemanha)

. Duckt (Estónia)

. Electron (Reino Unido)

. eSmart Systems (Noruega)

. FiberSense (Austrália)

. FSIGHT - Energy Flows (Israel)

. Gilytics (Suíça)

. Gridcognition (Austrália)

. gridX (Alemanha)

. KelTech IoT (Irlanda)

. Plexigrid (Suécia)

. Prescinto Technologies (Índia)

. REBASE Energy (Suécia)

. zinier, inc (EUA)