edp news
Agricultores podem produzir um terço da energia que precisam a partir do sol

Agricultores podem produzir um terço da energia que precisam a partir do sol

Sexta-feira 01, Outubro 2021
Comercialização – EDP Comercial

Estudo realizado pela EDP a mais de 2.100 empresas do setor agrícola conclui que podem poupar até 40% na eletricidade com soluções de energia solar. Parceria com a Confederação dos Agricultores de Portugal pretende contribuir para a transição energética do setor.

A EDP e a CAP – Confederação de Agricultores de Portugal – acabam de celebrar uma parceria que será decisiva para melhorar a eficiência energética das empresas do setor agrícola. A EDP analisou os padrões de consumo energético, a distribuição geográfica e as condições de cada terreno para a instalação de painéis solares e calculou o potencial solar do setor agrícola nacional, concluindo que existem já condições para que muitos agricultores possam produzir até um terço da energia de que necessitam a partir desta fonte renovável.

As mais de 2.100 empresas do setor analisadas têm potencial para produzir cerca de 114 GWh/ano em eletricidade limpa. Para isso, bastaria utilizar cerca de 21 hectares por todo o país, entre terrenos agrícolas, coberturas de edifícios e de parques de estacionamento.

Para o setor, este é um passo significativo para reduzir a dependência da rede elétrica, podendo representar uma poupança mensal de até 40% com eletricidade. Encontrar formas de controlar os custos com energia e aumentar a produção renovável é cada vez mais importante para o setor, já que desde o final do século passado duplicou a energia elétrica necessária para o ciclo produtivo da agricultura.

Apoiar o crescimento da produção de energia solar em casas e empresas é um dos pilares da EDP Comercial e será determinante para que as metas do Plano Nacional de Energia e Clima (PNEC 2030) sejam cumpridas, uma vez que se prevê um aumento de 3% para 27% do papel da energia solar fotovoltaica na produção nacional, já no final da década. Este crescimento será também determinante para atingir a neutralidade carbónica com que o país se comprometeu, tendo em conta que este setor ainda emite cerca de 10% do CO2 registado em Portugal, apesar de ser uma das atividades que mais contribui para a captura das emissões. Segundo o estudo realizado pela EDP, optar por produzir energia solar pode evitar a emissão de mais de 28 toneladas de CO2 por ano na agricultura.

Tendo como objetivo liderar a transição energética em Portugal, a EDP está a fazer diagnósticos aos diferentes setores de atividade económica, de forma a calcular o potencial solar de cada um.  Neste primeiro estudo, o período médio de retorno deste investimento é de apenas seis anos, podendo vir a ser menos, consoante um estudo mais aprofundado a cada uma destas empresas.

Graças à parceria com a CAP, vão agora ser feitos estudos individuais para cada um dos agricultores, que podem optar por investir nas suas próprias centrais ou escolher um modelo em que a gestão e a manutenção são asseguradas pela EDP Comercial, sem necessidade de investimento.