sustentabilidade

Combater as alterações climáticas é um compromisso assumido

O Acordo de Paris estabeleceu, pela primeira vez, objetivos climáticos ambiciosos e globais: “manter o aumento da temperatura média mundial bem abaixo dos 2 °C em relação aos níveis pré-industriais e prosseguir os esforços para limitar o aumento da temperatura a 1,5 °C acima dos níveis pré-industriais”, bem como garantir um balanço neutro entre emissões e remoção por sumidouros de gases com efeito de estufa (GEE), no período 2050-2100.

Para atingir estes objectivos, é necessário aumentar em cerca de cinco vezes o atual ritmo de descarbonização da economia mundial, e o setor elétrico vai desempenhar um papel fundamental nessa transição, através do recurso às energias renováveis e à promoção da electrificação nos restantes sectores, em particular nos transportes, nos edifícios (aquecimento/arrefecimento) e na indústria.

EDP e o combate às Alterações Climáticas | Política de Ambiente do Grupo EDP
 

Queremos um futuro com menos emissões de CO2

As emissões de CO2 das nossas centrais termoelétricas dependem de inúmeros fatores, com destaque para:

  • as condições hidrológicas, caracterizadas pelo índice de produtibilidade hidroelétrica (IPH), que determinam o maior ou menor uso das centrais hidroelétricas;
  • o mix dos combustíveis fósseis utilizados (carvão e gás natural);
  • o preço de mercado destes combustíveis;
  • o preço do CO2 no mercado europeu de licenças de emissão;
  • eventuais taxas sobre combustíveis;

Valorizamos os acordos e iniciativas internacionais

Construir um futuro com emissões de baixo carbono não é da responsabilidade de um só país, de uma só empresa ou de uma só pessoa. É um trabalho que se faz em conjunto. Por isso, associamo-nos a várias iniciativas internacionais que promovem a liderança do setor empresarial na construção de um futuro onde todos queiramos viver.

  • As Nações Unidas lançaram o ‘Business Ambition for 1,5ºC – Our Only Future', que consiste no desafio de reduzir as emissões para garantir que o aquecimento global não excede 1,5° C. A EDP foi uma das 87 grandes empresas globais que assumiu o compromisso.
  • No âmbito da Science Based Target initiative (SBTi) comprometemo-nos a reduzir em 75% as emissões específicas de âmbito 1 e 2 em 2030, face aos níveis de 2015 e as emissões de âmbito 3 em 40% no mesmo horizonte temporal. Este objectivo, aprovado pela SBTi como science-based target, está alinhado com uma trajectória de descarbonização bem abaixo de 2ºC. 
  • Com a Declaração EURELECTRIC, comprometemo-nos a atingir a neutralidade carbónica na Europa, em 2050;
  • Em linha com os Business Leadership Criteria on Carbon Pricing, definidos pela United Nations Global Compact, adotámos um preço interno de carbono;
  • Comprometemo-nos a adoptar as recomendações da Task Force on Climate-related Finacial Disclosures (TCFD), no que respeita a divulgar informação sobre o impacto no negócio das alterações climáticas.
     

Estamos de mãos dadas com a sociedade

Para além das iniciativas de descarbonização da nossa atividade, trabalhamos continuamente junto da sociedade e dos nossos clientes, sensibilizando-os e promovendo serviços que contribuam para a redução de emissões e para a eficiência energética. 

descarbonizar o consumo
descarbonizar o consumo

O futuro é elétrico!

Para o mercado liberalizado e regulado, promovemos um conjunto de soluções para clientes, através de uma oferta diversificada de produtos e serviços competitivos e sustentáveis, que evitam emissões no consumo final de energia.

Guia Normativo dos Serviços de Energia” | “DSM and Energy Efficiency Initiatives 2019”.

Mobilidade elétrica

Como parte do compromisso que temos com a sustentabilidade e como forma eficaz no combate às alterações climáticas, a mobilidade elétrica faz parte dos nossos objetivos estratégicos. Pretendemos, assim, liderar a transição para a mobilidade sustentável e a eletrificação dos transportes. 

A pensar no carregamento em casa, lançámos a Wallbox para condomínios em Portugal e Espanha, residenciais em Espanha e Brasil e para empresas no Brasil. 

Solar Descentralizado

Em 2019, foram instalados mais de 90.000 módulos fotovoltaicos em clientes residenciais e empresariais, em Portugal. Com uma produção de cerca de 25 GWh de energia solar neste ano, evitou-se a emissão de 123 mil toneladas de CO2, o equivalente a percorrer 818 milhões de quilómetros de carro.  

Além disso, promovemos projetos e programas que ajudem os nossos clientes a tomar decisões esclarecidas. Em Espanha, por exemplo, lançámos uma calculadora solar-piloto, da qual é possível obter um orçamento personalizado com base na localização e hábitos de consumo.

Novos serviços e produtos

A EDP tem vindo a disponibilizar novos produtos e serviços, assim como propostas para uma total eletrificação da casa do cliente, com equipamentos eficientes energeticamente, aliado a um recondicionamento ou reciclagem dos equipamentos em fim de vida. 

Exemplo dessas medidas, é o EDP Smart, no Brasil, uma plataforma que reúne todo o portefólio de produtos e serviços para clientes empresariais e residenciais no mercado livre.

Também em Portugal houve a introdução, na gama de produtos, de grandes eletrodomésticos eficientes energeticamente.

E, através do Save to Compete, em Portugal e em Espanha, conseguimos proporcionar uma poupança acumulada de cerca de 321 GWh correspondendo a uma redução de aproximadamente 116 mil toneladas de CO2.

Adicionalmente, com foco em soluções que contribuam para a descarbonização da sociedade, temos disponibilizado tarifários verdes ou a compensação de CO2.
 

Conheça alguns projetos de inovação de soluções para clientes

Conheça todos os projetos.

Estamos empenhados na mudança!

Estamos comprometidos em descarbonizar o nosso consumo

Sabemos que todos temos um papel importante na sustentabilidade do nosso planeta, e, na EDP, estamos comprometidos em descarbonizar o consumo das nossas instalações.  

Por esse motivo, temos desenvolvido e implementado medidas e projetos para descarbonizar o nosso consumo interno. Conheça alguns dos objetivos e medidas que temos implementado:

Ter 100% da frota elétrica ligeira

A EDP comprometeu-se a eletrificar 100% da frota ligeira e 50% da frota pesada, até 2030.

Aumentar o número de carregadores elétricos

Comprometemo-nos a aumentar o número de carregadores de carros elétricos nos edifícos da EDP, e a explorar o carregamento inteligente. Para tal, instalámos uma tecnologia na nossa sede, onde existe mais de uma dúzia de estações de carregamento conectadas a um backend cloud, que recebe informações em tempo real do consumo de todo o edifício e da geração solar proveniente do sistema fotovoltaico instalado na cobertura do edifício.

Reduzir os plásticos de utilização única

O plástico é um material que tem um grande impacto a nível ambiental, por não se biodegradar. 8 milhões de toneladas de plástico são despejados no mar todos os anos. 

Na EDP, pelo acompanhamento do nosso desempenho ambiental, em 2018, das 862 mil toneladas de resíduos, apenas 0,01% foram resíduos de plástico, e a sua totalidade foram valorizados (reciclagem e/ou produção de energia elétrica).

Ao nível dos resíduos urbanos utilizados no Grupo EDP, e de modo a aplicar a legislação europeia e assegurando esta mesma responsabilidade nos diferentes mercados onde operamos, comprometemo-nos a eliminar 100% plásticos de utilização única em todos o Grupo EDP, até 2022

Usar a energia do sol para energizar os nossos edifícios

Temos o compromisso de instalar sistemas solares fotovoltaicos em regime de auto-consumo num número significativo de edifícios administrativos, em Portugal. Até ao momento, temos um total de cerca de 430 kW instalados, em 23 edifícios, em Portugal. Para 2020, está em curso a instalação de mais sistemas solares fotovoltaicos em mais 4 edifícios.